Quarta-feira, Junho 28, 2017
pt-ptende
Inicio | Portugal | Perfil (page 2)

Perfil

Quinta da Fornalha

Quinta da Fornalha

Rede Convergir – Sul A Quinta da Fornalha, situada em Castro Marim, é um projecto holístico que pertence à mesma família há várias gerações. A actual proprietária, Rosa Dias, de 33 anos, pegou neste projeto no ano de 2008, pois sentiu “uma certa urgência em preservar a cultura e o património das nossas memórias ancestrais”. Acrescenta que o projecto “baseia-se na ideia de pegar numa quinta tradicional, que estaria antiquada em termos do paradigma tradicional, e torná-la num projeto economicamente viável”. E tal sucede actualmente com a Quinta da Fornalha. Para além da viabilidade económica, é uma empresa multifacetada, que …

Leia mais »

Wakeseed

Esta associação trabalha, em espírito cooperativo e de forma integral e inclusiva, a sustentabilidade e o desenvolvimento pessoal e comunitário. A sua ética resume-se a três simples ideias baseadas na ética da permacultura: 1) CUIDAR DA NATUREZA O respeito integral e a preservação de todos os seres vivos permitem gerar ciclos holísticos. Estes sustentam a biodiversidade necessária para que a terra permaneça equilibrada e capaz de gerar a biocapacidade que permite viver no planeta; 2) CUIDAR DAS PESSOAS Não é possível cuidar bem das pessoas (começando por nós próprios) sem cuidarmos da terra e vice-versa. Todos os seres humanos têm o …

Leia mais »

A revolução invisível

revolução invisível

A ideia do www.redeconvergir.net é ter uma plataforma de mapeamento de projectos sustentáveis e inspiradores, para que os membros da rede possam cooperar, reforçar as sinergias, e contribuir para uma sociedade equilibrada e uma vida humana em harmonia com o meio envolvente. O objectivo é interligar projectos nas suas actividades e promover a reflexão e consciência do papel de cada indivíduo na estimulação de uma sociedade crítica, construtiva, activa e emancipada. A revolução invisível em Portugal A ideia de se criar a Rede CONVERGIR surgiu em 2011 quando um grupo de pessoas se reuniu na Conferência “Ecovilage and Sustainable Living” …

Leia mais »

Habitat Natural

habitat natural viana do castelo

Situado no Alto Minho do nosso país, este projecto baseia-se no conceito Slow Food. Tenta contrariar a tendência para o fenómeno da produção e da alimentação em massa, rápida e padronizada, do fast food. Slow food é comer melhor. É sentar à mesa para apreciar uma verdadeira refeição, em paz, na companhia de pessoas amigas. É tornar o acto de comer numa experiência gratificante, que dê prazer. É desvendar sabores, apreciar as formas e as cores dos alimentos frescos, perceber a relação do que comemos com o meio que nos rodeia. Os pilares fundamentais deste conceito são a preservação do …

Leia mais »

Terra do Milho

terra do milho

Um sistema inspirado nos ecossistemas naturais (a permacultura), tem vindo a atrair a atenção de várias pessoas que pretendem criar uma forma de vida sustentável – o que passa também pela produção dos seus próprios alimentos. A ECO123 foi ao encontro do projecto de permacultura ‘Terra do Milho’, situado em Monchique e inscrito na Rede Convergir. Foi criado por Monique Volkers, de 52 anos, e pelo seu marido Tom Stobbelar, de 59 anos, estando ambos a trabalhar de forma independente desde 2010. “Os meus pais compraram um pedaço de terra e vim para Portugal. Agora trabalho aqui e tento transmitir …

Leia mais »

Lã, tradição e ecologia na Serra da Estrela

A Ecolã é uma microempresa que está há três gerações na posse da família Clara, em Manteigas. Encontrou no burel – um tecido artesanal português, de origem local, feito totalmente em lã – um pilar para o sucesso. Durante anos, era usado no agasalho de pastores, nos trajes de confrarias e ordens religiosas. Apesar de manter o carácter rústico original, este tecido hoje dá forma a peças novas e contemporâneas. E, ao longo dos últimos 20 anos, tem tido uma crescente procura no estrangeiro. Mais: todo o processo de produção é ecológico, sem químicos e artesanal. João Clara, 59 anos, …

Leia mais »

VEECO RT, 100% ECO

veeco

É silencioso e bastante rápido. E sejamos claros desde o início: atinge os 160 km/h. Eu enfie-me dentro dele e fiz-me simplesmente à estrada, mas não sem antes ouvir as longas palavras de apreensão do receoso detentor da patente. O projétil tem apenas seguro de responsabilidade civil e não está coberto contra todos os riscos. Teria que conduzi-lo com muita prudência. Ele era um protótipo e em Monchique havia agricultores nos seus tratores e assim por diante. Baixei a porta tipo asas de falcão e encaixou no fecho com um clic clac profundo. Dei à chave. Zumbindo suavemente, a nave …

Leia mais »

Obrigado, Portugal!

medronheiro

Um pequeno diário de viagem em três actos, muitos comboios e com muitas centenas de medronhos A minha viagem deverá ser da ilha de Vilm, na costa do Mar Báltico, atravessando toda a Europa ocidental até à zona mais a sul de Portugal, em 48 horas. Como funcionará? O meu bilhete de barco e os bilhetes de comboio falam uma linguagem simples. Dizem-me: “Vais embarcar no ferry na nebulosa ilha de Vilm, depois mudar quatro vezes de transporte, dormir um período mais longo, depois mudar duas vezes de transporte, dormir novamente, mudar de transporte e sair na solarenga localidade de …

Leia mais »

Núcleo Museológico do Sal

Núcleo Museológico do Sal

Fernando Pessoa escreveu-o, o Museu do Sal revitaliza-o Até há bem poucos anos Portugal foi um dos países com maior produção artesanal de sal integral,constando inclusivamente na história da costa Atlântica da Península Ibérica o prato mais famoso na época do Império Romano, o Garum Ibérico, confeccionado com sal marinho retirado das salinas do que mais tarde viria a ser a costa Portuguesa. A partir de meados dos anos 70 assiste-se a um declínio da salicultura em Portugal, declínio esse que se viria a acentuar nos 90, algo a que a adesão à União Europeia não terá sido estranha. Se …

Leia mais »

Do Algarve para o Mundo

Soltando-a-felosa

‘A Rocha’, organização presente em 20 países (incluindo Reino Unido e EUA), nasceu no Algarve em 1985. Representa a concretização do sonho de Peter Harris, pastor anglicano e ornitólogo, que decidiu incluir a conservação da natureza como objectivo missionário na agenda social da igreja, quando o ambiente e a sua defesa eram conceitos pouco divulgados em Portugal. E ‘A Rocha’ mantém-se na designação, porque o seu fundador e hoje presidente honorário refere a grande contribuição portuguesa para a latinidade do projecto. A ECO123 conversou com Marcial Felgueiras, director de operações da organização e responsável pelo envolvimento nas lutas ambientais, bem …

Leia mais »