Domingo, Maio 28, 2017
pt-ptende
Inicio | Destaque | Alentejo, minha pátria.

Alentejo, minha pátria.

Este belo filme é uma viagem de regresso ao local da sua infância, Santa Iria, perto de Serpa. É lá que se fabrica um dos melhores azeites biológicos, denominado Risca Grande. Lourdes Picareta, que há muitos anos vive na Alemanha e trabalha para a televisão alemã em todo o mundo, realizou um desejo antigo e regressou ao lugar da sua infância, a partir do qual empreende a sua viagem cinematográfica.

Por Serpa, Vila Viçosa, Montemor-o- Novo, Portalegre e Vila Nova de Milfontes. Meteu-se na sua velha Renault 4 branca e, em lugares mágicos, visitou velhos e novos amigos e conhecidos, que nos retrata. Um deles é Alfredo Sendim Cunhal da Herdade do Freixo do Meio, que lhe diz ao microfone: „O homem tem de viver em harmonia com a natureza, longe das monoculturas e da produção industrial, senão está ele próprio condenado à morte, se só se preocupar com o lucro.“ Ele mostra-lhe a sua propriedade de 400 ha, as florestas de sobreiros e carvalhos, o olival, os porcos ibéricos e pretos em liberdade, perus, cabras e ovelhas. Perto de 300 produtos agrícolas bio são produzidos na propriedade, dos legumes e frutas aos sumos, do vinho ao azeite, e até figos e ameixas secos. ..

A realizadora Lourdes Picareta deixou Portugal depois do 12º ano, estudou na Alemanha História e Filologia, entre outros disciplinas, e ficou por lá. Trabalha como jornalista para a SWR, a ARD e a ARTE desde 1984. Com o marido grego, tem dois filhos, que hoje vivem novamente no Alentejo. Diz Lourdes Picareta à ECO123: „ A minha pátria é a fragrância das flores de laranjeira.“ Faça esta viagem de 45 minutos com Lourdes Picareta e a SWR.

meine-heimat-alentejo-film

Check Also

A ilha da tranquilidade

Vedanta Saraswati | Yoga Vedanta Saraswati, cidadã britânica, é professora de yoga desde os seus …

Deixar uma resposta