Quarta-feira, Maio 24, 2017
pt-ptende
Inicio | Media | Rendimento Básico, um impulso cultural
Rendimento Básico Incondicional

Rendimento Básico, um impulso cultural

Documentário com o título original de “Grundeinkommen – ein Kulturimpuls”, este é um filme-ensaio com 100 minutos de Daniel Häni e Enno Schmidt, produzido em 2008 na Suíça.

Rendimento Básico IncondicionalConstitui uma peça fundamental no tabuleiro de jogo do movimento global que luta pelo Rendimento Básico Incondicional (RBI). Isto porque ajuda a compreender e desmistificar a fórmula que tornaria possível colocar em prática este plano para assegurar condições e direitos a que todos os seres humanos consigam viver condignamente.

Para tal, este documentário aponta-nos um caminho em que o sistema tecnológico, financeiro, político e económico trabalha realmente para todos e não apenas para alguns.

Dando-nos uma explicação histórica, económica mas especialmente ética para justificar a sua implementação, apoia-se em entrevistas e testemunhos de especialistas financeiros, sociais, políticos e pessoas comuns. Mas também apresenta os seus argumentos recorrendo a simulações, gráficos, estatísticas e cálculos que ajudam a validar a viabilidade lógica de uma proposta que, afinal, poderia ser muito simples de levar a cabo. A sua implementação não é um favor, mas sim uma obrigação para a igualdade e justiça social.

Este movimento está espalhado à escala mundial. Em Portugal também já tem a sua expressão e rosto, podendo ser consultado em www.rendimentobasico.pt. Aqui poderá ainda assinar as petições nacional e Europeia que exigem a implementação imediata do Rendimento Básico Incondicional.

About the author

João Gonçalves (31) Natural da Serpa. Licenciatura em Marketing, Comunicação Empresarial, Produção Audiovisual na Universidade do Algarve, em Faro. Trabalha actualmente como realizador, operador de câmara e editor. Vive em Faro.

Check Also

Algarve Mediterrânico

Algarve Mediterrânico

“Algarve Mediterrânico” é uma fascinante experiência de descoberta do Algarve e uma obra que se …

Deixar uma resposta