Quarta-feira, Maio 24, 2017
pt-ptende
Inicio | Portugal | Vida | Comer e Beber | De comer e rezar por mais
Templo Hindu

De comer e rezar por mais

Um provérbio antigo diz que os homens se apanham pelo estômago. No caso do Templo Hindu de Lisboa não me surpreenderia que alguns devotos tivessem começado por frequentar a cantina.

Em Lisboa, como em toda a parte, o que não faltam são restaurantes indianos. Mas restaurantes, indianos ou não, não passam disso mesmo: restaurantes. Uma cantina num templo Hindu, que serve comida indiana caseira, é, em comparação, um universo paralelo e provavelmente a melhor maneira do estômago visitar a Índia sem sair de Lisboa.

O Hinduísmo é a principal religião da Índia, cuja alimentação é praticada de acordo com os Vedas (escrituras). Nesses tratados prevalece a necessidade de viver em harmonia e o encorajamento do vegetarianismo. Os devotos Hindus acreditam que o corpo é composto pelos elementos naturais (terra, fogo, ar, água e éter), procurando por isso manter uma alimentação Sattvic, composta por alimentos naturais que ajudam a atingir a clareza de espírito.

Templo Hindu Radha KrishnaDificilmente poderia ser mais apropriado: na Avenida Mahatma Gandhi, em Telheiras, encontra-se o Templo Hindu Radha Krishna, local de devoção do Hinduísmo. Quem não conhecer o local dificilmente lá irá parar por acidente, e quem não souber que tem uma cantina aberta ao público em geral, mais dificilmente ainda a encontrará, já que o acesso se faz pela garagem do edifício. Quem já viu uma cantina, já viu todas – e em termos de aspecto, a do templo apenas se distingue pelos quadros com motivos hindus. Mas não se deve julgar um livro pela capa. Neste caso, pode julgar-se pelo olfacto, e se assim for, as primeiras impressões serão definitivamente positivas. Não existe ementa, pois a cantina funciona em regime de buffet e, embora a roda de alimentos da cantina compreenda sempre sopa, salada, um alimento frito, roti, papari e arroz, o menu é diferente de dia para dia. A selecção é lacto-vegetariana podendo passar por caril de vegetais, dhal, chamuças, salada quente de vegetais salteados com caril, polme frito de batata, grão e lentilhas ou feijão-frade estufado, todos com um aspecto delicioso apenas superado pelo sabor. Mas os visitantes mais incautos devem exercer precaução pois o ambiente relaxante e a espiritualidade da gastronomia pode apanhar desprevenido quem não estiver preparado para os molhos picantes, que quanto mais avermelhados forem, mais picantes serão. É por isso que é também servida uma bebida de iogurte condimentada com sal e cominhos, como forma de acalmar o efeito do picante.

Claro que, como é buffet, os pratos podem ser repetidos as vezes que desejar, mas é aconselhável guardar algum espaço para a sobremesa. Os doces que se podem encontrar regularmente são o Jaleby (farinha, leite e açúcar) e o cubo composto por massa compacta com farinha, açúcar e frutos secos. Se depois de tudo isto possa haver quem não esteja satisfeito, há ainda o Chai Massala, um chá preto com especiarias e que pode ser bebido com leite. Se existe um sítio onde os alimentos encontram a sua alma, é na cantina do templo.

Morada: Alameda Mahatma Gandhi
Telheiras, Lisboa
Horário de funcionamento: 3.ª a domingo, almoços – 12h00 às 14h30, jantares – 20h às 22h
Preço- 7,5€ (sem entrada nem sobremesa) a 10€ (tudo incluído)
Telefone: 217576524
http://www.comunidadehindu.org/
“Os pratos podem ser repetidos as vezes que desejar, mas é aconselhável guardar algum espaço para a sobremesa”
“A melhor maneira do estômago visitar a Índia sem sair de Lisboa”

About the author

Hugo Filipe Lopes:Licenciatura em Sociologia, Pós-Graduação em Nutrição Clínica pela Faculdade Egas Moniz. Colaborador de várias publicações online, formador e terapeuta alimentar. Menções honrosas nos concursos da Casa da Imprensa e Lisboa à Letra.

Check Also

CREME DE ALHO FRANCÊS E ABÓBORA COM AMENDOA

Sabores do Outono

Após um Verão escaldante, a frescura do Outono traz consigo o agradável conforto das temperaturas …

Deixar uma resposta