Home | Opinião | Última Palavra

Última Palavra

Ética. O que é isso?

Um assalto a um banco? Fraude com subsídios? Imposto sobre transações? O dinheiro é um tema vasto, origina muitos desentendimentos, risos, choro e acordos. Daria matéria suficiente para muitas centenas de páginas. Há a perspetiva do ganhador e a do perdedor. Poderíamos escrever sobre o jackpot do casino, ganho por dois homens numa noite; sobre a Autoridade Tributária Aduaneira, que quis cobrar o IRS de 2016 duas vezes; sobre a história do dinheiro falso produzido durante meses numa suinicultura em Monchique – tudo histórias que, seguramente, interessariam os nossos leitores e leitoras. Ou podemos contar a história da mulher que …

Read More »

Inimigos da árvore e da floresta ou uma aliança por amor à árvore?

Seremos nós, portugueses, inimigos da árvore e da floresta? O grande agrónomo Joaquim Vieira Natividade (1899-1968) chamou a atenção para a nossa dendroclastia ou dendrofobia, tentando, ao invés, cultivar no povo o amor pela árvore. Poucos o ouviram. Floresta, no sentido ecológico da palavra, não a temos verdadeiramente, apenas alguns resquícios. Aquilo a que se chama vulgarmente «floresta» é, na realidade, um conjunto desordenado de matas e arborizações de índole industrial, monótonas e perigosas por serem altamente inflamáveis. Serão monoculturas? Talvez nem isso, pois na sua maioria não são sequer silvicultura (ainda que industrial). Simplesmente «estão para ali», à espera …

Read More »

ÉDEN
O Jardim Botânico das Caldas de Monchique

Cá está mais uma boa notícia! Durante os próximos dez anos, os colaboradores, os amigos, os padrinhos, os assinantes e os clientes da revista ECO123 irão plantar mais de 1.000 jovens árvores diferentes no novo jardim botânico das Caldas de Monchique. Para plantar uma árvore não basta fazer um buraco e nele colocar uma planta. Um biótopo é um sistema complexo que vive do dar e receber, do esperar e do crescer, do descanso para ganhar novas forças e da interação. Esta história abordará tudo o que é preciso para que uma árvore se sinta bem na terra. Porque nem …

Read More »

Ser turista ou viajante?

Viajante: espécie de historiador que vai ao encontro da identidade de um povo, vivendo a experiência da diferença, documentando-a e aprendendo com ela; turista: o que vive o produto criado para a experiência turística, uma versão “fast-food” do viajante. A literatura de viagens que documenta o Algarve está repleta de viajantes que sentem o palpitar da terra e dos seus habitantes, vivendo como eles, apreciando a sua vida sem julgamentos. A. H. Stuart (1) escreve: “o turista inglês pode ser descrito como uma pessoa que viaje por prazer, experiência e conhecimento. O turista que falhe em manter as regras de …

Read More »

A última palavra

E, para terminar, mais boas notícias. António da Encarnação tem 81 anos de idade, é de Monchique e já assistiu a muitos incêndios florestais durante a sua longa vida. Em 2018, perdeu a sua casa e muitos castanheiros e sobreiros; em 2016 perdeu a sua outra casa. Mas nunca perdeu o ânimo e a boa disposição. Tem trabalhado toda a vida como agricultor, cultivando nos seus campos alimento para si e muitas outras pessoas. A qualidade dos seus produtos, que ainda produz apesar da idade e de ter tido um AVC, é conhecida e reconhecida para além das fronteiras do …

Read More »
protest

“Se o clima fosse um banco já teria sido salvo”

Há quase um ano, Greta Thunberg, de 15 anos, deixou de ir à escola e sentou-se em frente ao Parlamento sueco. Estava em greve de protesto contra a falta de medidas mitigadoras da crise climática. A sua iniciativa rapidamente encontrou seguidores a nível global chegando a milhares de jovens estudantes em todo o mundo. Atualmente, de acordo com o website #FridayForFuture, estão a acontecer mais de 4.175 greves. A sua mensagem é simples e clara: querem que os políticos combatam as alterações climáticas para garantir um futuro seguro às gerações futuras. No apelo para enfrentar a crise climática, e graças …

Read More »
Última Palavra

Um exemplo para todos nós

Os dinossauros que já não existem Já não estão connosco, é verdade, mas têm acompanhado grande parte da minha vida. Refiro-me aos dinossauros, extintos há milhões de anos e que podem ser um exemplo para todos nós. Quando olhamos para o passado feito com eles, podemos também olhar, de certa forma, para o futuro. Que deve ser feito por nós. Lembro-me de que quando era criança, pelos tempos do cubo mágico apareceu também uma pequena maravilha com um nome para mim esquisito: Kalkitos. Os Kalkitos eram tiras de papelão com um cenário num dos lados. Aí podia-se colar diversos elementos …

Read More »

Estamos no Ar!!! (On Air!!!)

A atmosfera, como a pele de qualquer organismo, protege e nutre este planeta vivo. Protege das radiações cósmicas, a que a vida é muito sensível; regula a temperatura à superfície, através do efeito de estufa; permite a circulação de nutrientes e outros elementos naturais; participa do sistema de circulação de água; e é a camada onde nós e muitos outros seres vivos habitam, se desenvolvem, reproduzem e evoluem. Assim de repente, a atmosfera já não é algo que fica lá em cima ou lá fora, mas é o meio que nos mantem vivos. “Vamos brincar lá fora” é uma expressão …

Read More »
Enraizar na “Soloção”

Enraizar na “Soloção”

O solo, de acordo com o dicionário Priberam, é definido como: “i) porção de superfície terrestre (chão, terra); ii) revestimento sobre o qual se anda (chão, pavimento); iii) parte superficial da terra que se pode cultivar ou onde podem crescer plantas; iv) terreno.” Tendo formação em biologia, considero que o solo é o tecido conjuntivo desta pele planetária. Desta forma, a definição de solo morto encontrada no Priberam deveria dar lugar a uma outra que expressa um solo vivo, ecossistema fundamental à vida e do qual provimos, nos alimentamos e ao qual voltamos. O solo pode ser um dos bens …

Read More »
Última Palavra

Aprender a amar

Se o amor é o sentido último do Universo, então deveríamos finalmente investir na aprendizagem do amor. Sim, verdadeiramente aprender! Certamente que nascemos todos com um coração que tem todas as potencialidades necessárias para o amor. Mas também nascemos com dez dedos ágeis, o que ainda não faz de nós virtuosos ao piano. Antes pelo contrário: para além da nossa capacidade de amar na escola não ser fomentada, ela até nos é retirada sistematicamente, logo desde a escola primária. A minha história serve meramente de exemplo. O jardim de infância foi um verdadeiro horror. De repente estava entre estranhos, longe …

Read More »