Home | Portugal | Reportagem

Reportagem

Que floresta é esta?

Como seiva, ascendemos através dos quatro extratos de uma floresta. Vamos dos burocratas das instituições do Estado aos peritos apaixonados pela floresta. Vamos da visão dantesca do ‘eucaliptugal’ atual à paisagem da floresta frondosa que está para vir.   Solo Chama-se Quinta da Fonteireira, fica em Belas, e é um raro pulmão verde nos subúrbios da Linha de Sintra. Entre os oito e os dezoito anos, dormi ali, no Vale Escuro, mais de uma centena de noites. Nesse tempo dos escuteiros, usávamos a madeira abundante do eucalipto para construir mesas de jantar, abrigos para o material, armas para jogos. As …

Read More »

DIA 6
Salir – Cortelha – Barranco do Velho

DIA 6
Salir – Cortelha – Barranco do Velho

Concluí os primeiros cem quilómetros. Estou a aguentar melhor do que pensava, apesar de ter partido sem qualquer treino para a caminhada. Conhecer bem o caminho e o meu passo lento são vantagens que compensam a falta de treino e, assim, vou ficando cada vez mais em forma. O percurso completo da Via Algarviana tem cerca de 300 quilómetros. O primeiro troço, do lado Este, vai de Alcoutim até Barranco do Velho; o do meio, de Barranco do Velho até Monchique; e o troço do lado Oeste, liga Monchique ao Cabo de São Vicente. Arrumo a minha mochila, pego no …

Read More »

DIA 5
De Alte a Salir. Poços antigos com nora

DIA 5
De Alte a Salir. Poços antigos com nora

19 km. Cheguei ao centro do Algarve. Caminhar também significa entrar em contacto direto com as pessoas e com o seu meio. É isso que um jornalista pretende. Conhecer as pessoas de um país. O que pensam e como se sentem. Logo ao início do quinto dia, ainda em Alte, chego à Ribeira de Alte, que está completamente seca. Antigamente, havia peixes e muitos outros seres vivos nesta ribeira. Era um biótopo cheio de vida onde agora só vejo uma senhora idosa, de 72 anos, a juntar um pouco de mato. Às sextas-feiras vem o vendedor de peixe da costa …

Read More »

DIA 4
De Messines a Alte

DIA 4
De Messines a Alte

Tomo o pequeno-almoço no café ao lado. Custa 2 euros e 40 cêntimos. São oito horas quando entrego a chave na receção e vou ter com o senhor Jorge. Um galão e uma sandes de queijo, por favor. Bom dia! Dois minutos depois o pedido surge no balcão e tomo o meu pequeno-almoço na esplanada. Messines já despertou para a vida e eu estudo no mapa o caminho a seguir. Pretendo passar por Vale Vinagre, iniciando assim a pequena subida. Primeiro, fora da cidade, passo por debaixo da autoestrada que liga o Algarve ao centro do país. São muitos os …

Read More »

DIA 3
Da Barragem do Funcho até Messines.

São Bartolomeu de Messines é a cidade natal do escritor, pedagogo e jurista João de Deus Ramos, que aqui nasceu em 1830 e desenvolveu um trabalho pedagógico notável em todo o país, dirigido a crianças e a adultos. Estudou Direito em Coimbra e faleceu em Lisboa, em 1896. É o que consta numa lápide na Casa do Povo, em Messines. Talvez seja impressão minha, mas parece que Messines tem pretensões a mais do que capital de concelho. Penso que ambiciona ser capital de distrito, independente de Silves. Talvez esteja enganado… Porém, acabam por ser mais do que 15 km para …

Read More »

DIA 2
De Silves à Barragem do Funcho.

DIA 2
De Silves à Barragem do Funcho.

Desperto. Acendo a luz e estou no quarto que reservei por 45 euros e onde aceitam o meu cão por um suplemento de 5 euros. Pergunto se esse valor inclui pequeno-almoço para o cão, mas fico sem resposta. Pelo menos é permitido trazer animais de estimação. Com o comando, ligo o televisor pendurado no canto da parede junto ao teto para ver o boletim meteorológico. Tudo na mesma. Tempo quente e seco. É um tempo maravilhoso para os turistas, mas mau para a silvicultura, a agricultura e para o clima. As plantações de abacate e laranja, plantadas em monocultura à …

Read More »

Nº 123 – Ana Pêgo e o insustentável peso do lixo marinho

Sábado, dia 22 de janeiro de  2022. “As pessoas ouvem o problema, assustam-se com o problema e querem mudar, mas consideram que é muito difícil e não vão conseguir.” É para contrariar este pensamento que a bióloga marinha, Ana Pêgo, sensibiliza comunidades para a proteção dos oceanos. Afinal, mudar está ao alcance de cada um de nós. Passo a passo, todos podemos ser agentes de mudança. Conhecida pelo seu espírito de missão, a bióloga vê no lixo marinho um contador de histórias. Com ele, também a ativista conta histórias. Nelas, a personagem principal tem um nome pseudocientífico. Chama-se Plasticus maritimus …

Read More »

Epílogo – Caminhando pelo Sul

Bem cedo de manhã, durante esta minha caminhada no Algarve, lembrei-me de um sonho que gostaria de partilhar aqui. Nesse sonho, um pequeno grupo de jovens decide plantar uma pequena árvore à beira de um caminho na sua aldeia. Depois de plantada a primeira, resolvem plantar uma segunda e, assim, acabam por combinar plantar uma árvore por dia junto ao caminho, para que um dia os seus filhos, e os filhos dos seus filhos, possam usufruir da sua sombra e dos seus frutos, quando essas árvores forem grandes e fortes. Há um grupo de pessoas que olha para a iniciativa …

Read More »

Caminhando pelo Sul
DIA 1 – A sede é surpreendentemente grande

DIA 1 – A sede é surpreendentemente grande

Neste ano quente e seco em que o verão parece não querer chegar ao fim, saio porta fora, num domingo de outubro, mochila às costas. Tranco a porta e sigo com o meu cão a pé pelo campo fora em direção a Este. Tenho uma semana reservada só para mim: uma semana sem computador e dias sem internet. Pretendia seguir o trilho que parte detrás da minha casa diretamente para a natureza, ou do que restou dela após o grande incêndio de 2018. Esse trilho passa por uma cascata escondida que poucos conhecem, e que derrama o seu líquido de …

Read More »

A caminho de parte nenhuma

Coloca-se novamente a questão do ser ou ter. O automóvel Renault festeja o seu 122-íssimo aniversário. Haverá razão para festejar? Lembro-me de três histórias a esse respeito. Esta é a primeira: Um rapaz de sete anos é atropelado por um automóvel. Conforme reportado pela Polícia, a criança pretendia atravessar a estrada numa passadeira com a sua trotinete. É atropelada por uma condutora de 48 anos e o automóvel arrasta-a por alguns metros pela estrada. Acontece num domingo, ao fim da tarde. A criança não sobrevive aos ferimentos, acabando por falecer no hospital. Hoje em dia, consideramos uma notícia destas como …

Read More »