Home | Short Stories | Nº 51 – Viajar Zero Emissão?

Nº 51 – Viajar Zero Emissão?

Sábado, 5 de Setembro de 2020

Vamos tornar as coisas complicadas mesmo podendo ser simples. Isto é Portugal no seu melhor. Quem for suficientemente louco para viajar de comboio de Lisboa para Londres ou vice-versa de Londres para Lisboa – pode agora fazer essa viagem em nostalgia, é que leva três dias. As férias começam no comboio. Receio que, em vez de um TGV, os caminhos-de-ferro portugueses estejam a ponderar usar burros, os que se reformaram em 1945, para que em 2020 possam oferecer aos clientes um serviço verdadeiramente histórico. Climaticamente neutro: Lisboa-Londres de burro.

Já que alguém decidiu acabar com o comboio noturno (Sud Expresso) para Lisboa, Portugal deixou de estar ligado por terra à Europa. Por outras palavras: segregados da Europa. Já não há um comboio expresso, nem para Espanha, nem para França. E agora? Vamos voltar ao ano de 1945? Passámos de comboio para burro?

Quer queiramos quer não, só temos um país vizinho – a Espanha,. E uma vez que Portugal (ainda) não tem uma ligação TGV para Paris – uma vez que não existe uma ligação ferroviária rápida de Portugal para França, o viajante tem de apanhar primeiro um comboio regional de Lisboa para o norte quer ir para leste, para o Entroncamento. São os primeiros 117 km, há 27 ligações por dia. Também se poderia viajar por Évora, que seria mais perto, mas infelizmente a linha ferroviária atualmente a partir de ali não tem continuação. Para o Entroncamento o tempo de viagem normalmente é de uma hora e 26 minutos. Quem depois quiser apanhar um comboio para Badajoz só tem uma escolha. O único comboio que sai do Entroncamento é às 10h24 e percorre os 181 km via Abrantes e Portalegre para chegar à cidade fronteiriça espanhola de Badajoz às 14h14. Mudamos de comboio. Deixamos a Idade Média. A propósito: a linha ferroviária direta de Lisboa a Badajoz tem apenas 226 km.

De Badajoz seguimos para Mérida, a antiga cidade romana com o pequeno Coliseu. O comboio RENFE percorre os 60 km de Badajoz a Mérida, sai às 14h30 e demora 44 minutos: A tarifa é de 4,30 euros. Mudar de comboio. Às 15h20 mais quatro horas e 50 minutos para chegar a Madrid por 31,10 euros. Chegada às 20h10. Chegamos aos tempos modernos. Às 20h30 partimos para Barcelona. Chegada às 23h40. Aqui temos que procurar um local para passar a noite…

Continuamos na manhã seguinte. De agora em diante, é um pouco mais fácil. O TGV francês sai de Barcelona às 8h10 com destino a Paris, onde chega às 14h49. Mudamos de estação. Na Gare de Lyon, apanhamos o metro, linha 4, até à Gare du Nord. A viagem demora 45 minutos. Depois a viagem continua às 15h55 para Bruxeles e o Eurostar chega a Londres Saint Pancras às 21h47. A companhia ferroviária francesa SNCF informa de que emito cinco kg de CO2 durante a viagem de Paris a Londres. Será tão pouco?

 

Por falar na pegada de CO2. Há dois anos, a CP também tinha uma possibilidade para calcular as emissões no seu website. O fim da guerra na Europa enquadra-se bem na crise do Covid-19 em 2020. A reintrodução dos burros enquadra-se bem em Portugal. Para viajar de burro não precisamos de uma calculadora climática.

Pronto. Agora a viagem de regresso. Quero ir de Londres para Paris via Bruxeles e de lá para Lisboa. A viagem começa às 08h55 e a chegada a Paris (Gare du Norte) é às 11h27 da manhã. A viagem continua às 11h49 de Paris até Madrid, mudamos em Barcelona e chegamos a Madrid às 23h14. Já estamos a caminho há 13 horas, viajei 1.745 km, mudei de comboio duas vezes. Não há mal.

Na manhã seguinte, parto de Madrid às 10h15 para Mérida, onde chego às 15h18 e mudo para o comboio para Badajoz, que parte às 15h25 e chega às 16h05. Às 16h24 embarco então no comboio regional R 5500 para Portugal, via Entroncamento (18h14) para Lisboa, onde finalmente chego alegremente às 20h12 na estação Oriente. Dez horas, viajei 695 km de comboio e mudei de comboio três vezes.

Caros políticos que governam Portugal. Há muitos anos que espero pela concretização da ligação TGV entre Lisboa, Paris, Bruxelas e Londres. São apenas 2.334 km de comboio e se eu entrar no TGV às 19 horas em Lisboa, teria a possibilidade de descer às 4 horas em Paris, às 5 horas em Bruxelas e às 7 horas em Londres. Teríamos então viajado a uma média de 200 km/h, o que seria tecnicamente viável. Mesmo podendo ser complicadas, que tal simplificar as coisas.

Horário Comboios Regionais Linha Do Leste

Mais informação: www.seat61.com

Uwe Heitkamp (60)

jornalista de televisão formado, autor de livros e botânico por hobby, pai de dois filhos adultos, vive em Monchique Portugal há 30 anos, fundador da ECO123.

Check Also

Nº 54 – Economia vs Ecologia?

Sábado, 26 de Setembro de 2020 A Alemanha introduziu em 2003 um sistema de depósito …

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.