Sábado, Setembro 23, 2017
pt-ptende
Inicio | Destaque (page 3)

Destaque

À procura de terra na Europa

Estação Huelva

O comboio pode não ser o meio de transporte mais rápido ou mais moderno mas é um dos mais ecológicos e menos poluentes. Parti da estação espanhola de Huelva, próxima do Sul de Portugal, com destino à Áustria para uma reportagem sobre a empresa de economia ecológica – GEA. No total foram quase sete mil quilómetros percorridos de comboio ao longo de treze dias. Uma viagem ao coração da Europa e com várias histórias na bagagem. O apito do funcionário, junto à porta de uma das carruagens no apeadeiro da Estação de Huelva, faz-se ouvir ainda noite cerrada. A locomotiva …

Leia mais »

Licença para derramar?

Os oceanos

Quando conversamos sobre o mar, normalmente falamos sobre praias, férias, tempo ou peixe grelhado para o almoço. Mas nunca pensamos num pequeno pato de plástico, algo desbotado, que, em Agosto de 2004, foi dar à praia da Carrapateira, no concelho de Aljezur, porque não tivemos nenhuma informação disso. É algo com que os jornais não ganham dinheiro. Mas se os patos de plástico falassem, esse pequeno brinquedo para crianças muito teria a dizer sobre os cerca de doze anos de viagem que fez pelo mundo. A história começa a 10 de Janeiro de 1992, no navio cargueiro Tokio Express, com …

Leia mais »

A vida é assim

O pescador Zeca Àguas

Entrevista com o pescador Zeca Águas (55), de Portimão. ECO123: Hoje em dia, quando observa a quantidade de peixe no mar, e comparando com uma geração atrás, vê algumas diferenças? Zeca Águas: Segundo a minha experiência de há 15 anos atrás, quer segundo os meus estudos, quer pelo que observo com os meus olhos, inclusive através das sondas, temos hoje 75% de peixe a menos. Muitas espécies estão afectadas porque até hoje ninguém se preocupou – só agora. Pela primeira vez, no ano passado, preocuparam-se em fazer um defeso. Não mataram as mães, porque senão também matam os filhos. Mas …

Leia mais »

O fim dos Oceanos?

Submarino JAGO, GEOMAR

Entrevista com o Prof. Dr. Mojib Latif (61), GEOMAR, em Kiel, Alemanha ECO123: Na nossa revista procuramos, sempre, conjugar economia e ecologia. Acha que isso resulta? Mojib Latif: Sim, eu tenho a certeza que resulta. Hoje fala-se cada vez mais sobre sustentabilidade, um conceito que, no entanto, já está a ser muito usado. Eu acredito que o mesmo deveria ser interpretado pelos media como com sustentabilidade futura. Se o entendermos assim, rapidamente vemos que a economia e ecologia não estão em oposição, mas podem ser conjugadas. Infelizmente, atualmente estamos a jogar fora o nosso futuro, porque danificamos de tal forma …

Leia mais »

Plantar no mar.

Sealeaf

O mar, na sua imensa vastidão, contém riquezas incomensuráveis que os seres humanos exploram em busca de respostas para as suas perguntas. Por outro lado, 18 das 21 megacidades(1) do planeta ficam à beira mar e estima-se que actualmente nestas residam 340 milhões de pessoas – que necessitam de alimentação. E se a resposta para esta questão da produção alimentar para as populações, das grandes cidades e não só, estivesse mesmo à superfície marítima? Foi com esta ideia em mente que os estudantes de design em Londres, Idress Rasouli, Roshan Sirohia, Jason Cheah e Sebastiaan Wolzak, criaram o conceito e …

Leia mais »

Ondas: Energia com futuro

Estudar (e reportar, como a ECO123 o faz neste artigo) as questões ligadas à produção e consumo de energia são uma experiência muito semelhante a observar as ondas do mar. Com efeito, sucedem-se as oscilações entre informações positivas e dados negativos, motivos para optimismo e causas para a preocupação. Num momento de charneira para o futuro do planeta, é urgente retirar ilações da imensa quantidade de informação disponível e, mais do que tudo, decidir e aplicar medidas. Para que, ao invés de nos afogarmos no oceano de consumo descontrolado em que nos encontramos, possamos navegar com sucesso as ondas energéticas …

Leia mais »

Um imposto ecológico financia o rendimento básico incondicional

rendimento basico

Revolução ou Evolução? O dilema entre um novo começo e a continuação do anterior é uma questão básica de cada decisão. O Estado social português está em dificuldades ameaçadoras. Mais de dois milhões de cidadãos (20%) vivem abaixo do limiar da pobreza. A dívida do Estado também é extremamente alta. A terapia do comportamento já não ajuda muito. Às vezes torna-se evidente que uma adesão a velhas estruturas conduzirá certamente ao abismo. Não adianta nada estabilizar as paredes quando a casa começa a deslizar. Nessa altura precisa-se de um novo edifício. Uma solução sustentável e viável seria uma reconstrução radical …

Leia mais »

Será que o dinheiro traz felicidade?

(Parte II) por Theobald Tiger Como vemos Portugal e o mundo, neste contexto, quando examinamos a situação das pessoas? Temos a impressão de que a nossa sociedade e os nossos governos promovem as competências individuais de forma construtiva? Quando falamos de rendimento básico incondicional (RBI) e imaginamos que teríamos de viver num futuro sem necessidades materiais, seria isso o início e a base da promoção, daquilo de que as pessoas precisam para se poderem desenvolver mais livremente: na educação, na experiência em valores culturais e éticos, como a caridade, amizade e felicidade humana. A ECO123 coloca em discussão, nesta segunda …

Leia mais »

The TTIP/CETA Story

Todos os dias mercadorias no valor de aproximadamente 2,5 mil milhões de euros, na maior parte das vezes com tarifas aduaneiras de cerca de quatro por cento, são trocadas entre os EUA e a União Europeia. Por isso, em finais deste ano deverá ser celebrado um acordo de livre comércio denominado TTIP entre as duas potências económicas, e ainda um outro denominado CETA entre o Canadá e a UE. Mas por que motivo os 312 milhões de cidadãos norte-americanos, 35 milhões de canadianos e 504 milhões de europeus são mantidos a uma distância informal? Porquê os EUA, o Canadá e …

Leia mais »

‘Porcos felizes’ para o consumo

Imaginemos o seguinte: um quilo de chouriça tradicional de carne de porco preto – que custa hoje à volta de 17 euros, poderá ser adquirido futuramente por um preço de 1,99€ num qualquer supermercado – mas com carne do porco geneticamente modificado e processada nos Estados Unidos. O nosso futuro frango com “piri piri” será do Kentucky e custará 99 cêntimos. Imaginemos também que o nosso pão, manteiga, leite, queijo, azeite, batatas, massa e arroz, entre outros produtos (tudo o que precisamos para ter uma vida boa), serão comprados numa loja chinesa ou americana por um preço muito mais baixo… …

Leia mais »