Quinta-feira, Novembro 14, 2019
pt-ptende
Inicio | Portugal | Entrevistas

Entrevistas

Como podemos impedir os incêndios florestais

Nasci em Goa, na Índia – Domingos Xavier Viegas abre conversa com a ECO123 no jardim da editora. Sou um cidadão português e cheguei com os meus pais e três irmãs a Portugal em 1957. Os meus pais queriam dar-nos uma educação superior e entenderam que tal não seria fácil se ficássemos em Goa. O meu pai era funcionário público, e pressentia que a Índia queria anexar Goa, por isso decidiu vir para Portugal. Saímos de Goa em 1957 e em 1961 esta foi tomada pela União Indiana. Depois disso, voltei algumas vezes a Goa e mantemos contacto com familiares, …

Leia mais »

O compromisso?

Testemunhos e especialistas da catástrofe que assolou Monchique há um ano foram ouvidos na audição pública de dia 3 de agosto em Monchique. Reanalisar as falhas de 2018 foi um dos objetivos dos presentes, entre eles Rui Lopes, comandante dos Bombeiros, casado e pai de dois filhos. “Compromisso” foi a palavra-chave do seu discurso. Explique-nos, por favor, o sentido da palavra “compromisso”. Pode ter vários sentidos: acordo, obrigação ou dívida. Quando falamos de incêndios florestais tem que haver um acordo, um compromisso da parte de todos os intervenientes na defesa da floresta contra incêndios. Falamos da prevenção e, posteriormente, das …

Leia mais »

O legado que vou deixar aos meus filhos é o que a mina lá deixar

Covas do Barroso, Chaves. Nos últimos anos, uma professora natural de Covas do Barroso, Trás-os-Montes, emigrada em Inglaterra, trocou os livros de português e inglês pelo Mining Journal, os relatórios do mercado do lítio e as atas de conferências internacionais sobre mineração. Catarina Scarrott, mãe de duas crianças de 2 e 7 anos, bate-se apaixonadamente em defesa da terra onde a sua família vive há mais de dez gerações. A terra a que gostava de regressar, não fosse a escassez de acessos e de serviços. A terra que a empresa britânica Savannah Resources quer esventrar para extrair, alegadamente, as maiores …

Leia mais »
plasticbank

Como se liberta?

Quando chega o momento de viragem nas nossas vidas Kathi Heusel, austríaca e consultora holística, e Bart Delember, belga e professor de kite-surf, ambos com idades entre os 30 e os 40 anos, vivem na costa alentejana. Certo dia, perante a enorme quantidade de resíduos plásticos no mar e no seu dia-a-dia decidiram dizer basta e decidiram tomar outro rumo nas suas vidas. Considerando inaceitável a quantidade de lixo, sobretudo plástico, que se encontra a flutuar nos oceanos, decidiram empenhar-se numa nova forma de viver. A maior parte das pessoas devem pensar o mesmo, diz Kathi Heusel, em conversa com …

Leia mais »
Beacon

BEACON, um farol na escuridão?

Terão os jornalistas uma postura neutra? Quem escolhe os temas que desenvolvem e quem decide a forma como são apresentados? Será que retratam a realidade e a descrevem pelas suas palavras – como quem veste um manequim numa montra? Que histórias são essas que os jornalistas escrevem? Que influência tem a intuição nesse trabalho? Qual a perspectiva dos jornalistas quando observam e perguntam, ouvem e tocam, sentem o sabor e o cheiro para depois contar a sua história? Que imagens escolhem? colocar-se a si e ao seu trabalho em questão também coloca em questão o sentido que tem o que …

Leia mais »
Cocriar soluções a nível autárquico

Cocriar soluções a nível autárquico

Os municípios e atores locais podem ser pioneiros e impulsionadores de uma profunda descarbonização e transformação social. Esta é a convicção do BEACON, ou “Ponte entre a ação climática europeia e local”. O projeto europeu quer promover a ação climática, a cooperação e aprendizagem entre atores municipais e a disseminação de boas práticas – para implementar o Acordo de Paris e as metas para 2030. Financiado pela Alemanha (país europeu com mais emissões, e sexto a nível mundial), em Portugal o projeto envolve cinco municípios e é coordenado pelo Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais – cE3c (Faculdade de …

Leia mais »
Pensar global. Agir local.

Pensar global. Agir local.

A ECO123 encontra Vítor Aleixo (63 anos), Presidente do Município de Loulé, no corredor da Câmara Municipal às 8h45. Aproxima-se e tira o molho de chaves do bolso. Procura a chave certa, abre a grande porta e pede-nos que entremos no seu escritório. Queremos saber como administra o equilíbrio político entre a economia do turismo e as alterações climáticas. Sr. Presidente, o que é que um político precisa levar para a sua função para reforçar a confiança no sistema democrático? Um político tem que levar princípios e valores éticos de respeito pelas pessoas e pelo meio ambiente, um valor extremamente …

Leia mais »
Os municípios estão cada vez mais conscientes

Os municípios estão cada vez mais conscientes

Estamos em Lisboa, Cais do Sodré, perto do rio Tejo, com a Ponte 25 de Abril por paisagem. Encontramos-nos em fevereiro de 2019. Trocamos ideias com a Dr.ª Sofia Simões, engenheira do Ambiente. Tem 48 anos, é casada e mãe de dois filhos, com nove e 13 anos, e trabalha à escala nacional na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa. Começou há algum tempo a pensar e a trabalhar à escala supranacional para vários países na União Europeia. Voltou ontem de Bruxelas. “Tinha morado na Suécia; morei e estudei também três anos na Holanda e um …

Leia mais »
Antes era lixo, hoje gera eletricidade

Antes era lixo, hoje gera eletricidade

“As cidades são diferentes. Mas andamos, no fundo, a trabalhar todos para o mesmo. Uns vão por um caminho, outros por outro. Se calhar vão uns à frente, outros atrás.” Fabíola Oliveira, do gabinete florestal, e Maria Elisabete Mato, assessora da presidência, trouxeram desde o norte de Portugal as soluções e os desafios que se vivem em Viana do Castelo. Apresentaram aos outros municípios o exemplo inspirador de uma central de biogás. Quais são as vantagens de fazer este processo? Maria Elisabete Mato: Temos uma empresa pública intermunicipal, a Resulima, que abrange seis municípios com cerca de 321.000 habitantes. Tem um …

Leia mais »
Inovar entre a desertificação e as temperaturas recorde

Inovar entre a desertificação e as temperaturas recorde

Em Coruche está em marcha uma estratégia municipal rumo a um menor consumo e melhor reaproveitamento dos recursos. Mas mudanças de fundo têm dificuldade em descolar num município que lida com a desertificação, o envelhecimento e o desaparecimento da agricultura familiar. Conversa com Patrícia Moreira, da área de ordenamento e planeamento do território, e Rosa Lopes, responsável pela gestão de resíduos e eficiência energética e hídrica. Coruche começou o ano passado com cheias, e mais tarde teve recordes de temperaturas, com vários dias a 46ºC. O que sentem em relação às alterações climáticas vivendo em Coruche? Rosa Lopes: São uma …

Leia mais »