Terça-feira, Dezembro 12, 2017
pt-ptende
Inicio | Portugal

Portugal

Ir a pé

Ir a pé

Hoje em dia, o espaço público é pensado em função dos automobilistas. No fundo, na maior parte das nossas cidades, já não é possível deslocar-mo-nos a pé. As cidades são construídas para os carros, e não para as pessoas. Em vez de conceptualizarem locais de convivência, os urbanistas constroem artérias de atravessamento, de acesso e periféricas. Na cidade, e até mesmo no campo, já não é dada importância às pessoas e ao espaço para a sua movimentação de forma natural, sacrificando-se também árvores centenárias. São abatidas. O asfalto tem sempre prioridade. A natureza é mero elemento decorativo. E por essa …

Leia mais »
Ecoturismo

A propósito de ecoturismo?

Com cada incêndio, o nosso país empobrece mais, muito mais do que nós conseguimos imaginar. Cada incêndio provoca uma avalanche de consequências. Mais CO2 na atmosfera faz subir as temperaturas. Ondas de calor, chuvas torrenciais, tempestades e erosão são as consequências das alterações climáticas, agravadas ainda mais e mais pelos incêndios. Com cada casa ardida aumenta o risco, e com isso o valor as apólices de seguros. É reduzida a diversidade da flora e da fauna. Sofre a agricultura e a silvicultura e aniquilam-se 
populações de abelhas. Com cada incêndio reduz-se o interesse em visitar essa região. Quando é que …

Leia mais »
Peregrino Algarvio

Cada quilómetro tem uma história

A história de José Júlio Brito começou em 2010 no dia em que saiu de sua casa, em Vila Real de Santo António, colocou a mochila às costas e partiu à procura de respostas numa busca interior. A intenção inicial era a de caminhar sem rumo, para enfrentar as autolimitações impostas a si próprio e fugir ao corrupio do dia a dia, mas depois de dez dias a caminhar o seu percurso viria a terminar em Fátima. Pelo caminho apelidaram-no de ‘Peregrino Algarvio’ e cada quilómetro trouxe uma história para contar. Nos últimos sete anos caminhou no total mais de …

Leia mais »
Percorrer Europa Ocidental

Oh Europa

E certa manhã tinha chegado o momento da partida, conta-nos Jürgen Kahlisch. Numa manhã fresca de abril deixa o apartamento dos seus amigos em Berlim fechando a porta atrás de si. O caminhante respira fundo e tenta afastar do corpo a geada que caiu durante a noite. Tem pela frente seis meses e 4000 km para fazer o trajeto de Noroeste a Sudoeste. Percorrer a Europa Ocidental é um sonho antigo de Jürgen Kahlisch, e é esse plano que se concretiza agora, com cada um dos seus passos. Estamos em abril de 2007. Atravessar o Rio Harz, o Rio Rhön, …

Leia mais »
Quebrar tabus e barreiras

Quebrar tabus e barreiras

Percorreram 3.500 km entre Lisboa e Atenas. De que forma? Saímos da cidade de Lisboa com a mochila às costas. Deslocamo-nos a pé e através de boleias. Qual foi a rota que traçaram? Apanhámos um ferry de Lisboa para Almada. A partir daí começámos a caminhar rumo a Évora e também a apanhar boleias. Seguiu-se Madrid e depois alterámos a nossa rota e rumamos a San Sebastian. Quantos dias precisaram no total para chegar à Grécia? Partimos no dia 9 de julho e tínhamos como meta estar em Atenas a 15 de agosto, data combinada com o campo de voluntariado …

Leia mais »
Encontrar-se a si próprio

Encontrar-se a si próprio

ECO123: Apresente-se aos nossos leitores em breves palavras. Trabalho como educador na psiquiatria infantojuvenil de Lübeck. Aprendi duas profissões, primeiro marceneiro e depois educador infantil. Enquanto estava a fazer a minha segunda formação, já sabia que teria que começar a caminhar. No dia 2 de janeiro de 2006 iniciei a minha caminhada. Qual é a sua especialidade? A construção de móveis de madeira recorrendo a juntas tradicionais. Onde começou a sua caminhada e como é que esta correu? Iniciou-se em Bad Oldesloe, no norte da Alemanha. Era esse também o local de que deveria manter-me afastado 50 km. Como sabia …

Leia mais »
Estamos sobre um barril de pólvora

Estamos sobre um barril de pólvora

Cada vez existem mais movimentos ligados a uma mobilidade sustentável e ao prazer de estar na Natureza. Um político também faz caminhadas na floresta? Gosto de caminhar, sim, e faço-o sobretudo na Serra do Caldeirão, desde a zona de Alcoutim, passando pela Corte Velha, na Via Algarviana… Quantos quilómetros diria que anda a pé por ano? Muitos. Eu sou um caminhante diário. Todos os dias faço 10 quilómetros, a caminhar ou a correr, como parte do meu treino pessoal. Na floresta, especificamente, não faço muitos… Diria 100 quilómetros/ano. Gostava de andar mais, é certo, mas não tenho tempo. O seu …

Leia mais »
Os caminhantes também são turistas

Os caminhantes também são turistas?

Penso que um caminhante também é um turista. Noto isso especialmente agora que estou a atravessar a Roménia. Desconheço tanto deste país e da sua cultura que conhecê-lo acaba por ser tão importante como o caminhar pela Natureza. E esta forma lenta de deslocação facilita a exploração. No meu próprio país os aspetos turísticos interessam-me menos – esse já o conheço, sublinha Christine Thürmer ao falar com a ECO123. Christine já deixou a Hungria atrás de si e está a caminho da Bulgária. Ver o mundo com outros olhos. Há dez anos que Christine Thürmer viaja a pé, de bicicleta …

Leia mais »
Vivemos o sonho americano atrasado

Vivemos o sonho americano atrasado

Numa altura em que as diretivas caminham cada vez mais para as energias amigas do ambiente, de quantas viaturas elétricas dispõe a Eva? Apenas de uma. Os investimentos na frota não têm sido feitos – ainda – em veículos elétricos ou movidos a gás natural, por duas razões: a possibilidade de investimento em medidas ambientais anunciada pela entidade governamental cingiu-se a empresas públicas ou semipúblicas de transporte: Carris, STCP, Transportes Coletivos do Barreiro… e a Associação Nacional de Transportadores Rodoviários de Pesados de Passageiros (ANTROP), que nos representa, fez chegar uma carta em tempo útil expondo a nossa posição… E, …

Leia mais »
Mantimento energético vegan para a mochila do caminhante

Mantimento energético vegan para
a “mochila do caminhante”

A busca pela paz interior é com certeza uma das motivações primordiais para as caminhadas e a peregrinação. Há muitas pessoas a fazer as rotas dos peregrinos para Santiago de Compostela e o Caminho Português. Andar a pé está na moda. Por isso criei um mantimento vegan para os tempos de outono e inverno. Para a sua mochila não ficar grande e pesada demais, o caminhante tem que se sujeitar a um mantimento compacto e de alto valor energético. Sendo eu caminhante, testei todas as receitas. Mesmo depois de uma semana de armazenagem em local seco, as barras energéticas e …

Leia mais »