Home | Short Stories | Nº 113 – Heróis por um dia?

Nº 113 – Heróis por um dia?

Sábado, dia 6 de novembro de 2021.

A comunidade dos velejadores é algo de muito especial em todo o mundo. Estar completamente exposto a ventos e marés, algo imprescindível à sobrevivência quando se veleja, implica um “life style” diferente do que se tem em terra, numa grande cidade. É por isso que os velejadores são muito unidos. Essa união tem um significado profundo. Boris Herrmann descreve-o no seu novo livro “Sozinho entre o céu e o mar” (“Allein zwischen Himmel und Meer”), que acabou de ser editado em língua alemã pela Bertelsmann e será certamente muito em breve editado em inglês, francês e português. Claro que este livro, um “bestseller” na Alemanha, também nos fala da regata mais dura do mundo, da Vendée Globe, organizada por França. Foi nessa regata que o barco de um dos concorrentes se partiu em dois ao embater numa onda e afundou no espaço de tempo de um minuto. Houve apenas tempo para emitir o sinal de emergência e indicar também que não se tratava de uma brincadeira. Depois, o velejador fugiu para dentro da sua balsa salva-vidas. Nem teve tempo para levar a sua mala para emergências, que contém água, mantimentos e um telefone de emergência. A mala, assim como o barco, foi parar ao fundo dos mares.

A direção da regata francesa pediu de imediato aos cinco participantes que estavam mais perto para procurarem o concorrente naufragado e à deriva entre o Oceano Índico e o Oceano Atlântico, frente à África do Sul. Incrivelmente, conseguiram encontrá-lo e salvá-lo em 24 horas. Encontraram “a agulha no palheiro”, mas “num palheiro” com 7 a 8 graus de vento e ondas de seis metros. É que ali, onde o Oceano Índico e o Atlântico se encontram, há sempre um pouco mais de ondulação do que no mar frente a Lisboa, às Berlengas, a Kiel ou no Ammersee…

As caminhadas de longo curso em que se atravessa a natureza a céu aberto são uma aventura semelhante. “Portugal a pé” é um livro de Nuno Ferreira, de Aveiro. A primeira edição desta obra muito especial saiu em novembro de 2011, pela Vertimag, faz agora dez anos. Queremos relembrá-la porque quem se põe a caminho a pé para descobrir o seu mundo, observando o seu país de Norte a Sul, descobre as suas belezas e tudo aquilo que nos foi oferecido para garantir a nossa subsistência: a terra e os oceanos onde podemos viver e que chamamos casa.

Cada uma destas histórias é contada de maneira diferente. Foi no início do ano de 2008 que, pela primeira vez na História deste país, um jornalista chamado Nuno Ferreira parte a pé de Sagres para uma longa e difícil caminhada pelo seu querido Portugal. O livro é o resultado destes mais de dois anos de caminhada, com algumas interrupções. Ele revela-nos um lado menos conhecido de Portugal e das suas histórias e tradições, cada vez mais em risco de se perderem.

 

Juntamos aqui um terceiro livro a estes dois. Outro jornalista, António Pedro Santos, teve uma ideia brilhante para uma campanha de crowdfunding na PPL (https://ppl.pt/naestrada). Pretendia ir de bicicleta de Chaves a Faro, de Norte a Sul, conhecendo e retratando assim toda a Estrada Nacional 2. O livro, com o título „Olhos na estrada, todos no pensamento“, acabou de ser apresentado em Lisboae lançado no pequeno mercado editorial português. O autor financiou a sua pesquisa e viagem de 738 km de bicicleta com uma campanha na ppl, que lhe rendeu 3.870 euros e lhe permitiu financiar o layout e a impressão do livro.

Mas o jornalista e fotógrafo de imprensa ainda tinha uma segunda missão em mente quando começou a pedalar: “O meu objetivo principal com este projeto consiste em contribuir com dois euros por cada livro para o apoio psicológico de crianças, para que o maior número possível de crianças tenha acesso a essa especialidade durante a pandemia. Por cada 100 exemplares vendidos, possibilito 20 consultas gratuitas a crianças e consigo contribuir para um futuro melhor.” O livro pode ser encomendado diretamente ao autor: antoniopedrosantos.aps@gmail.com.

A ECO123 e os seus leitores empenham-se ativamente pelo clima. Todas as semanas publicamos “boas notícias” e mostramos que é possível viver a vida sem emitir CO2. Se quiser participar escreva-nos para “editor@eco123.info” e contribua, contando-nos a sua história. Na semana que vem continuamos o relato da viagem do jovem de 23 anos, Paul Piendl, que se encontra no Panamá no decurso da sua viagem de volta ao mundo de barco. Veremos como se prepara para a segunda grande etapa da sua viagem, a travessia do Pacífico. Entretanto, aqui na ECO 123, estamos a preparar a próxima edição impressa, que será publicada dia 15 de dezembro e estará disponível nas bancas de referência de todo o país ou por assinatura.

 

Uwe Heitkamp (60)

jornalista de televisão formado, autor de livros e botânico por hobby, pai de dois filhos adultos, conhece Portugal há 30 anos, fundador da ECO123.
Traduções: Dina Adão,  Rudolfo Martins, Kathleen Becker
Fotos: Bertelsmann, Nuno Ferreira, António Pedro Santos

Check Also

Nº 117 – Um autista de nome homo sapiens

Sábado, dia 4 de dezembro de 2021. Atenção! Esta história é aconselhada apenas a animais …

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.