Home | Media | Nº 66 – Árvores inteligentes
Recensão de um documentário

Nº 66 – Árvores inteligentes
Recensão de um documentário

Poderão as árvores comunicar entre si? A silvicultora canadiana Suzanne Simard e o silvicultor alemão Peter Wohlleben descobriram, ambos, independentemente, que as árvores são seres especiais, com sentimentos, que sabem o que significa a amizade, têm uma linguagem comum e cuidam umas das outras. Este documentário mostra as várias formas como as árvores comunicam entre si e faz a ponte entre a pesquisa científica e a observação de um silvicultor no terreno. O filme também explora a forma como este conhecimento poderia alterar a nossa relação para com a floresta.

Nas camadas mais à superfície do solo existe algo a que se poderia chamar de “internet da floresta”, uma rede fascinante de raízes com as quais as árvores comunicam entre si, trocando informações e até experiências. Este documentário desvenda essa união encoberta sob o solo. Que significado podem ter estas descobertas para a nossa vida e para a nossa relação com a floresta?

Nos 45 minutos deste documentário de Julia Dordel e Guido Tölke (disponível em inglês, com legendas em português, alemão e espanhol), com o título “Árvores inteligentes”, acompanhamos Peter Wohlleben (Alemanha), a Dra. Suzanne Simard e alguns dos seus doutorandos da University of British Columbia, no Canadá. O filme responde especialmente a questões como: “poderão as árvores falar umas com as outras ou cuidar umas das outras?” Também são filmados os métodos de pesquisa. Ambos os protagonistas apresentam os conceitos básicos para a comunicação das árvores e o papel das árvores mãe. Poderão, por exemplo, sentir medo quando são atacadas por pragas como os scolytinae? O filme descreve as reações das árvores e as mensagens que emitem quando são atacadas, a forma como avisam o seu vizinho. Terão as árvores uma memória e transmitirão experiências à geração seguinte? Este filme científico, mas acessível, mostra que também pode haver uma vida depois da morte de uma árvore. No que toca à coexistência entre o Homem e a floresta, Peter Wohlleben (que publicou um livro intitulado “A vida secreta das árvores”; “Das geheime Leben der Bäume”) e a professora Suzanne Simard (bióloga na University of British Columbia, Vancouver) discursam sobre a forma como a indústria da silvicultura – devido à incompreensão sobre o comportamento e as necessidades das árvores – maltrata as florestas, e apontam o que o Homem pode fazer para melhorar a sua atitude.

Que conclusões podem ser tiradas a partir das descobertas científicas apresentadas no filme no âmbito da conservação e regeneração de florestas? A Professora Simard e Peter Wohlleben propõem que se permita às árvores um desenvolvimento natural – conjugando árvores antigas e jovens, e promovendo a partilha do espaço com diversas espécies, ao contrário do que acontece nas monoculturas. O facto das espécies chegarem a idades avançadas permite-lhes cuidar dos seus descendentes, invalidando a política praticada do corte de toda a plantação na mesma idade. Tanto Simard como Wohlleben propõem uma atitude de maior respeito e aceitação em relação às árvores, como seres especiais que são, contrariando a postura com que são encaradas: como objetos produzidos em ambiente de fábrica.

A ECO123 conversou com Julia Dordel, realizadora, mas também ela silvicultora. Perguntámos qual a sua opinião sobre as descobertas dos dois protagonistas no seu filme?

“Não diria que o nosso filme é revolucionário, mas a pesquisa da Professora Suzanne Simard, e de outros tantos nesta área, pode significar uma revolução na forma de praticar a silvicultura – se houver consenso entre os responsáveis e a ciência para assumir as consequências que ela tem para a forma como, hoje, na generalidade, se pratica silvicultura.

O abate de árvores interfere, enfraquece e por vezes destrói completamente o sistema de comunicação entre as árvores.
É possível determinar o momento em que essa destruição é irreversível?

Essa é uma pergunta interessante. Não temos conhecimento de um estudo que tivesse analisado essa questão. Ou, como se costuma dizer em ciência, é necessário pesquisar mais.

A ECO123, em colaboração com a Associação Monchique Alerta – Serra Livre de Incêndios, apresenta o filme “Intelligente Bäume”, entre sábado, dia 19 de dezembro de 2020, e domingo, dia 3 de janeiro de 2021, em exclusivo para 150 assinantes e membros da associação pelo canal Vimeo. GRÁTIS.

Por favor, contacte os seguintes emails caso esteja interessado:

assinatura@eco123.info
info@monchique-alerta.org

 

Check Also

Nº 87 – Caminhadas em Portugal

Sábado, dia 15 de maio de 2021 Viagens amigas do ambiente beneficiam todos. Para muitos, …

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.