Home | Portugal | Entrevistas (page 3)

Entrevistas

Encontra aquele lugar de paz em ti

Erika Dux (65), doutorada em Medicina pela Universidade de Dusseldórfia, Alemanha, e com várias formações adicionais, entre outras na escola sino-japonesa de Bo-Meridian-Shiatsu, vive há 35 anos em Portugal e trabalha como médica particular. Ela é mãe de três filhas, já adultas. Por que razão adoecem as pessoas? Não sei mesmo responder-lhe a essa pergunta. Quais são as origens das doenças? As pessoas ficam, por variadíssimas razões, com uma infeção, uma doença genética, um distúrbio no aparelho digestivo, ou são afetadas por exaustão, intoxicação, ou pelo meio ambiente, pelas habitações precárias. Como aborda uma doença? Como é o seu tratamento? …

Read More »
floresta autoctone

A natureza está viva!

Floresta autóctone Recentemente, uma página web ligada a acontecimentos atuais despertou a minha curiosidade jornalística. Tenho que acrescentar aqui que já só recomendo páginas web cujos autores se identificam com nome e endereço. Por princípio já não vejo idiotices anónimas. E faço o mesmo no caso dos telefonemas. Não dou atenção e não perco tempo com quem me telefona de um número anónimo. Por os impulsionadores desta página web agirem com transparência, telefonei-lhes e perguntei se estariam dispostos a falar comigo sobre qual a motivação que os levou a publicar essa página. Combinámos um almoço no Porto. Portanto comprei um …

Read More »
Pensar global. Agir local.

Pensar global. Agir local.

A ECO123 encontrou Vítor Aleixo (64 anos), Presidente do Município de Loulé, no corredor da Câmara Municipal às 8h45. Aproxima-se e tira o molho de chaves do bolso. Procura a chave certa, abre a grande porta e pede-nos que entremos no seu escritório. Queremos saber como administra o equilíbrio político entre a economia do turismo e as alterações climáticas. Sr. Presidente, o que é que um político precisa levar para a sua função para reforçar a confiança no sistema democrático? Um político tem que levar princípios e valores éticos de respeito pelas pessoas e pelo meio ambiente, um valor extremamente …

Read More »

António Vieira da Silva
Um cidadão tem direito a viver com o mínimo

O antigo Ministro do Trabalho (68) considera o rendimento básico incondicional (BGE) um tema excitante e desafiante, mas que é mais uma utopia do que uma realidade.  José António Vieira da Silva, defende um modelo social regido pelo direito ao trabalho, ao respetivo subsídio de reforma, e receia que a aplicação do modelo RBI, que tem sido mais veiculado, possa criar uma sociedade ‘bipolar’ e dividida em duas classes. ECO123: No ano passado foi celebrado o centésimo aniversário sobre a criação deste Ministério. A implementação do RBI seria uma boa forma de assinalar essa efeméride? J.A.V.S.: O Rendimento Básico Incondicional (RBI) …

Read More »
ser ou ter

SER ou TER

Na Karuna procura-se soluções? Sim, sim. É essa a razão pela qual a construímos, em 1992. Pode-nos dar soluções, pode receber soluções. Este não é um espaço fechado. Pode receber também. O que acontecerá este ano neste espaço? Nós organizamos retiros de silêncio. Porque se sente que o interior não está mudado, Karuna ajuda a olhar para dentro, estar certo do que estamos a fazer, para sermos corretos. Quer contar-nos uma história da sua infância? Quero. É uma história que guardo profundamente, uma história entre mim e o meu pai. O meu pai, como muitos indianos, emigrou para África. Tinha …

Read More »
A cultura pode mudar os nossos hábitos

O Gatilho da Felicidade?

A cultura pode mudar os nossos hábitos? Acredito no poder transformador da arte. Porquê? Porque as artes têm essa capacidade de desviar as pessoas da norma, da normalidade, e ao viverem essa outra experiência podem querer repeti-la. O projeto artístico também proporciona intuição, sensibilidade, capacidade de sair desse lado mais materialista da visão das coisas. A minha intenção é oferecer objetos artísticos de grande qualidade a pessoas que têm outras culturas e que se aproximam desta cultura artística para retirar dela dividendos incríveis para o seu quotidiano e o seu interior. E esse é o desenho circular deste trabalho, que …

Read More »

Theodor W. Adorno: Não há nada de certo no errado

Desde há algumas décadas que o turismo tem vindo a ganhar uma dimensão cada vez maior na sociedade e com um impacto associado nas regiões turísticas mais visitadas. Inicialmente devido à melhoria das condições laborais e sociais, atualmente pela facilidade de acessibilidade e mobilidade. Será que o turismo pode ser sustentável ou contribuir para a sustentabilidade? João Fernandes, presidente da Região de Turismo do Algarve (RTA), instituição que celebra o 50º aniversário em 2020, acredita que sim e justifica porquê. Mas será que ainda vamos a tempo? O rápido crescimento da procura turística está a superar as tecnologias da descarbonização. …

Read More »

Reserva natural destruída por plantação de abacate

Clive Viney é coautor (com Ray Tipper) do livro “Algarve Wildlife the natural year”. Sendo amante da Natureza e residente em Tavira há anos, está muito preocupado com a erosão e a destruição que tem observado na reserva natural junto a Castro Marim. Parte da reserva foi transformada numa plantação de abacate, “a plantação da moda”. Clive Niney pediu explicações ao ICNF, à SPEA e a outras entidades. As suas ações fizeram com que a Direção Geral do Ambiente da Comissão Europeia se interessasse e investigasse se a plantação de inúmeros abacateiros na reserva violou alguma diretiva europeia. Ele questiona-se, …

Read More »

Como podemos impedir os incêndios florestais

Nasci em Goa, na Índia – Domingos Xavier Viegas abre conversa com a ECO123 no jardim da editora. Sou um cidadão português e cheguei com os meus pais e três irmãs a Portugal em 1957. Os meus pais queriam dar-nos uma educação superior e entenderam que tal não seria fácil se ficássemos em Goa. O meu pai era funcionário público, e pressentia que a Índia queria anexar Goa, por isso decidiu vir para Portugal. Saímos de Goa em 1957 e em 1961 esta foi tomada pela União Indiana. Depois disso, voltei algumas vezes a Goa e mantemos contacto com familiares, …

Read More »

O compromisso?

Testemunhos e especialistas da catástrofe que assolou Monchique há um ano foram ouvidos na audição pública de dia 3 de agosto em Monchique. Reanalisar as falhas de 2018 foi um dos objetivos dos presentes, entre eles Rui Lopes, comandante dos Bombeiros, casado e pai de dois filhos. “Compromisso” foi a palavra-chave do seu discurso. Explique-nos, por favor, o sentido da palavra “compromisso”. Pode ter vários sentidos: acordo, obrigação ou dívida. Quando falamos de incêndios florestais tem que haver um acordo, um compromisso da parte de todos os intervenientes na defesa da floresta contra incêndios. Falamos da prevenção e, posteriormente, das …

Read More »